Nandadornelles's Blog

Archive for May 2014

dragons_of_yin_and_yang___wip_by_sanguisgelidus-d5udqc7

Os dias vão passando e eu mal consigo saber numa só vez o dia da semana em combinação com a respectiva data. Sabendo um dos dois, já me dou por satisfeita. Importa mesmo saber que é manhã ou tarde, se está próximo do meio dia, se já vai se pôr o sol ou se já hora de ser grato, seja para descansar ou para começar tudo de novo ou ainda ressignificar qualquer hora do dia.

Assim é todo mês. Uma certa altura, quando brilha tão alta a Lua que e eu preciso me esforçar para enxergar as minhas estrelas favoritas, aquelas que eu acho que guiam a minha vida. É quando me sinto importunada em meu exercício de ver na escuridão que sei que ela está chegando. Sei nada! Sinto. Porque até saber ainda vai muito desconforto. A Lua mesmo só potencializa o desejo de ir sempre mais longe, tão mais longe onde só o mistério se esconde.

Minha TPM é intensa como eu porque não poderia ser diferente. É ela que a mim mesma me apresenta. Ah, se não fosse a minha TPM! Pena que eu dela me esqueça e em suas solicitações desesperadamente me perca. Minha TPM é o contra-ponto necessário para que eu consiga passar por 30 dias sem perder a essência. A essência feminina, a essência da vida.

Moonlight-Surrender

Se ela não viesse com sua fadiga, seus resmungos. Se ela não se aconchegasse pedindo um segundo de respiro, um chá, uma paisagem bonita… me diz, o que seria de mim? Santa TPM me tira de mim-pessoa só pelo capricho de me entreter com coisas de mulher. Coisas que eu nem queria lembrar, que eu nem queria saber. Chocolates que eu nunca quero comprar, doces e misturas engraçadas que eu nem deveria comer.

Minha TPM é uma ampulheta que mal termina de cair o último grão de areia pra um dos lados, logo me vira ao contrário e começa tudo de novo. Minha TPM me impede de ser perfeita e isso me irrita particularmente. Se não fosse por ela, colocaria meus pés na Lua em 15 dias. Aff, em Marte então, mais rápido ainda! Mas ela não deixa. Quando penso que vou tirar os pés do chão e voar por entre desejos que nem são meus, já chega ela me segurando com suas garras e me prendendo definitivamente à dureza do agora, à fragilidade da incompletude e o lancinante medo da separação.

Nem pense que o que a Lua Cheia me traz são cólicas e dores nas costas. Isso também, mas só se eu não estou presente ali para sentir tudo o mais que ela me traz. Os pedidos que me faz. Pedidos necessários de serem ouvidos, mais do que em urgência de serem atendidos. Pedidos que revelam paixão, necessidade, poder, mas que também ensinam sobre a pureza de todas as coisas ao mesmo que querem in-sis-ten-te-men-te enquadrar impressões e impulsos … o caminho mais curto para a frustração.

140211_surrender

Isso porque o movimento da vida não passa pela lógica. Ele passa pelo sobe e desce das marés de oxigênio que nos ligam entre pele, osso e roupa bonita. É ao vórtice dessa sopa de pensamentos, emoções e sentimentos que respondemos como marionetes, espectadores ou protagonistas. O lugar que nos chamar pela sua capacidade de espelhar nossa alma. Um ponto perdido e certeiro no meio desse vasto mundo que espera por cada um de nós para se completar.

Lugares como chamados. Chamados como famílias, comunidades, tribos. Chamado como sonhos, como pedidos anônimos de socorro.  Chamados de transformação, seguidos de chamados de manutenção. Os chamados de aprofundamento. Os chamados de acompanhamento. Meu de mim mesma. O chamado que vem junto com o indesejado encontro com a limitação. Minha TPM me irrita porque me atrapalha com tanta contradição. Gosto mesmo é de ser equilíbrio, metade yin, metade yang. Metade céu, metade terra. Metade doce suave, metade forte e afiado como a lâmina de um machado. Minha TPM é o transbordamento do meu lado feminino… só isso.

sweet_surrender_2011_by_jacqui_faye_shoes__still_life__0e733c6e7807849bee6b1df1ea85344b

É nesse mar, ora revolto, ora calmo, que me banho. É esse naufrágio que a Luz Cheia orienta, ilumina, intensifica. É esse quase afogamento que ela dramatiza e impede como se fosse uma mera brincadeira questionar o valor da vida alheia. Ainda mais comigo que acho que sou tantos. A minha TPM e a Lua Cheia são dançarinas exímias, bailarinas, equilibristas, odaliscas que testam minhas reais motivações só pelo prazer de me ver nesse constante vai-e-vem entre querer e abrir mão, agir e ausência de ação.

É essa confusão que orquestra o espetáculo de renovação interior que acontece em mim todo mês. E olha que eu nem preciso chamar ninguém, nenhuma assessoria especializada em curar tristeza seja lá pelo motivo que for. Por tudo que podia ser e não foi. Uma vida que nem se sabe, que se sabe apenas que ainda não é e pode nunca vir a ser. A vida de um novo amor, a vida de uma flor que ao não vir traz de volta a unicidade de outras vidas que já são, de toda vida que há. O vazio que surge para ser completado novamente por tudo o que já existe ou como uma oportunidade para ressignificar até mesmo o que nunca poderia ter sido.

Mas antes que a minha Lua me enlouqueça com tanta reflexão permeada por tanto tesão, me salva mesmo é a maternidade que exerço comigo mesma – que graças a Deus conto  com uma filha linda que diariamente algo me ensina! E de repente eu agradeço exatamente pela fadiga, pela necessidade de contemplação e, claro, por todo peso e por toda solidão. Mensalmente minha Lua cumpre a necessária função de me lembrar que posso ser um todo, mas que sentir mesmo, eu sinto só metade. A metade que gera, que chora, que ora. A metade que sonha, que sente saudade, que se importa. A metade que facilmente esquece de si mesma, que se atrapalha em suas necessidades só pela esperança de chegar um tanto mais perto da verdade através do exercício constante, diário e prático da feminilidade.

 

ultimate_surrender_by_shakingart-d6hk8fy

Eu quis mesmo

Escrever

Foi pra te encontrar,

Te ter

E depois de

Completamente Ser,

Te esquecer

Até o mês

Que vem

 

522213_325794447527452_1949208602_n

Advertisements

Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Join 673 other followers

May 2014
M T W T F S S
« Apr   Jun »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031