Nandadornelles's Blog

Pelo direito de errar

Posted on: April 4, 2011

Eu vou pintar um quadro. Um quadro muito bonito, colorido com tintas de carinho infinito em tons de Amor & Perdão.

Neste quadro um pai abraça uma filha. Dentre todos os problemas que nos aterrorizam, o pior de todos é o de estar perdido, não se saber divino.

Como as cores são suaves, os gestos são delicados e os braços que abraçam exalam ternura e perdão. A compaixão surge como o ápice de amor e entrega numa relação.

O número de chances para o crescimento não pode levar em conta os erros, mas a busca pelo acerto que não pode existir sem uma dose generosa de honestidade. Quem se redime sinceramente se compromete consigo mesmo através do outro. O outro pode ser o pai, ou a mãe, até uma irmã ou amiga alguém com poder para mudar a situação e guiar a transformação.

No quadro os olhos da menina estão baixos, envergonhados, mas a mão segura com firmeza outra mão. A que ela agarra sem sombra de dúvida como símbolo de crenças mais bonitas. As lágrimas caem tímidas pelo medo do desapontamento, pela perda do tempo, pelo arrependimento. A experiência de dor é sempre um início, uma porta de entrada para um mundo novo. Todo erro é perdoado quando a serviço deste ímpeto: a cura da alma que não se conforma e sofre com uma vida falsa, parca, limitada.

Quem dá a mão sente a responsabilidade de ser para alguém algo como o chão. É preciso estar ali, quer queira quer não. Nada no mundo pode ser tão urgente quanto ser a golfada de ar necessária para quem quer respirar.

Ao doador não é recomendado sentir demasiado orgulho. Foco é requisito básico. Uma montanha é uma montanha porque não pensa em outra coisa, não cogita ser uma flor. Se acaso o fizer, desmorona em tristeza por não ser capaz de desabrochar um símbolo do amor. Firmeza de propósito em ser o que se é, não se deixar corromper, não amolecer. O mundo está de braços abertos para quem quer crescer. Mas, em primeiro lugar, é preciso querer e sem medo do que os outros poderão dizer.

Neste quadro o figurativo precisa ser cuidadosamente observado. Há ainda o amor que precisa ser notado. Ele é como um véu entre um e outro, uma gentileza em existir que parte do coração, um respeito mútuo e próprio, uma música constante a embalar palavras difíceis para que não cheguem tortas, para que não sejam mal interpretadas. Palavras como veículos de sensações necessárias para as transformações. O entendimento é um detalhe. Pode inclusive vir mais tarde. Fundamental é a sensibilização, o toque que muda a direção do olhar de baixo para cima, agora, finalmente, otimista.

A última chance nunca é dada por alguém que não seja o próprio proponente. Quando ele pede nem é preciso que o outro responda. No íntimo ele já construiu um novo ciclo em passado, presente e futuro. Ele já se arrependeu, já se comprometeu e já se redimiu. Tudo no mesmo segundo. Ele não pode perder tempo, seria burrice cometer o mesmo erro. A última chance pode ser tanto a primeira quanto a décima terceira. Depende de quem erra, depende da intensidade do giro que a alma desperta, a energia de que ela libera. Mudar é dar uma pirueta no ar, é parar de contrariar e decidir dançar a música da vida até que seja possível se descobrir como uma melodia única, a sinfonia mais bonita ou a melhor bailarina.

Errar faz parte de acertar. O erro é fundamental para que o perdão e o arrependimento. Tudo ingrediente para a compaixão, um sentimento nobre que promete virar tudo do avesso. A luz que ilumina o quadro pintado vem de dentro enquanto o futuro se constrói mágico e perfeito. Muito azul e traços meigos. A atmosfera está aquecida por detalhes pequenos como a presença de uma gata e de uma lareira acesa. Entre-palavras no ar paira o valor do homem quando a compaixão nos salva da descrença. Nada pode valer mais do que o direito de recomeçar.

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Join 673 other followers

April 2011
M T W T F S S
« Feb   May »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  
%d bloggers like this: